quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Ismalinha querida

Bom, hoje é quinta, ontem fiquei tomando tereré na calçada até tarde, acordei hoje com a minha abuelita me arrancando da cama porque é dia de Reis. Não vi muito nexo mas levantei, aliás tem umas simpátias com sementes de romãs que são uma beleza, funfa de verdade. mas não é por isso que eu estou aqui. já que o ano começou e tá começando muito bem, meu fígado e meu pulmão quem digam. Não me orgulho, mas fazer o que?

Durante uma tarde dessa semana eu estava dormindo na sala e quando eu acordei estava passando na televisão "Tudo que é sólido pode derreter" um programa da cultura, com pouca verba mas muita boa vontade, tudo feito com muito carinho. ToQéSPD para os mais íntimos uma série juvenil que busca explorar de forma atraente e com bom muito humor o universo adolescente a partir do cotidiano de uma jovem, Thereza, que estuda na escola grandes obras da literatura de língua portuguesa, descobrindo e envolvendo-se com suas histórias.

Nessa bela tarde tava passando o episódio de "Ismália" um poema de Alphonsus Guimaraens sinceramente muito bom, espero que gostem. Um pouco de poesia não faz TÃÃO mal


Ismália

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

Sacaram? Ela também era uma louca psicótica que matava as pessoas por dinheiro, então prenderam-na nessa tal torre que é tipo a FEBEM daquela época, mas como ela ficou na solitária o povo esqueceu dela, mas os carinhas que ela matou não, eles voltaram pra infernizar. Por fontes seguras descobrimos que ela arranjou um baseado com o traficante do cadeião em troca de sexo e ficou na briza lá na cela dela, e durante a hora do jantar na "área de lazer" dos detentos ela se jogou do sexto andar. She is a hustler baby!
@dooppel

5 comentários:

Higor e Clara disse...

ótimo post e obrigado pela a explicação do poema pq se não eu não ia entender!

Urso e Calanguinha disse...

Interessante a explicação do poema!

Ree disse...

Ri muito. O que seria de nós sem a sua explicação ):

Laah disse...

KPOSAOKASPOKAS adoro esse poema, e sua explicação foi de fato muito agradável.
mas me diz uma coisa, tava tomando O QUE NA CALÇADA? TERERÉ? QQQQ

Doppel'. disse...

acho que eu vou fazer um post sobre tereré
mas tá ae: http://bit.ly/gkCuZG

Postar um comentário