sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

200º e vestibular

HEEEEEELLOW OUVINTES,

Nossa, quanta alegria. Mas é sim, esse é nosso 200º (acho que se lê ducentécismo, pera, vou googlear) post, VIVAAAAAAAAS *-* e se eu não me engano, fui eu que fiz o post número 100 (h)

Quero agradecer mais uma vez, a você, leitor, que faz isso tudo ser possível! Um grande "VALEU CHAMPS", de toda a Rádio Boêmia!

E também tô meeeeeeeega feliz porque hoje saiu o resultado da federal daqui de Alagoas, e muuuuuuita gente que eu conheço passou, inclusive meu irmão. Tô muuuuuuito feliz. Parabéns pra vocês tooodos. *-*



E hoje é justamente sobre isso que quero falar: vestibular.

É horrível, eu sei. Primeiro você fica naquela tensão pra decidir que curso vai fazer.
Uma dica: Faça o que você gosta, o que tem afinidade.

Tipo, não rola se você gosta muuuuito da área de exatas, mas vai fazer medicina porque toda sua família é assim ou assado, ou porque dá dinheiro. Não vai fazer diferença se você for aquele profissional de sucesso mas não está fazendo o que gosta, daí cadê a felicidade? D:  Quando você tem prazer no que faz, o dinheiro vem como um adicional, e é isso que importa.

Não tem problema se você escolher uma coisa e lá perceber que não era o que você esperava, lembre-se: faça o que você gosta. Se você perceber que tava procurando outra coisa, muda o curso. Simples.

E outra, mesmo que seus pais, por exemplo, sejam contra o que você tá decidindo, lembre-se que quem vai cursar é você, não seus pais. Claro que você também não vai ser insensato, dar a louca, ir contra tudo e todos por algo que não vai ter futuro nenhum. Mas se você sabe que é isso que você quer mesmo, é a profissão que você quer seguir, acha que vai ter algum futuro nisso, vai em frente. Às vezes vale a pena sim, ir contra alguns que vão contra você.

Lembre-se: Você não tá decidindo um simples curso, e sim a profissão de sua vida.

Depois, a parte mais difícil, estudar.

Cara, não desanima. Se você fez um plano de estudos, tem uma meta para estudar tantas horas por dia, vai até o fim! O tempo vai passando e vai batendo um cansaço, mas lembra que o vestibular é muito importaaante, e que se você quer passar, tem que ter perserverança.

O que não rola também, é você se matar, enfiar a cara no livro 16 horas por dias e esquecer de viver. Não, também, não é assim. Tem que se aplicar? Tem. Mas se matar não adianta, você vai acabar se cansando, não vai conseguir assimilar as coisas direito e fazer feio na hora da prova.

E, depois, passar.
Aí é só correr pro abraço, amico. HAHAHAHA

- Tia, estudei e não passei, vou me matar.

Cara, calma. Vai ver não era pra ser, ué. Próximo ano você tenta de novo, e quem sabe é o seu ano! Meu irmão não conseguiu de primeira, e passou na segunda vez em 4º lugar em engenharia química :D Se não for, você continua tentando, e tentando... Só não desanima. Vai ver ir numa faculdade particular também não é má idéia. Só não desespera e não se sente um lixo por não ter passado. Muita gente se esforça e não consegue, depois é só tentar de novo, ué.

Ah, e como diz o pai de uma amiga minha: Divirta-se, é só uma prova.

Né? :)
Vai dar tudo certo. :D

Mas claro, que ainda sou a favor do SAT, aquele sistema dos EUA que tem (se eu não me engano) 7 vezes no ano, e não depende apenas da nota dessa prova pra você entrar numa universidade, mas ok, como isso tá meio longe... boa sorte pra todos!



E parabéééns pra quem passou. *-*

bjbj,

0 comentários:

Postar um comentário