quarta-feira, 3 de março de 2010

A "Incrível" História da Rádio Boêmia

2 anos de life!
E eu, como o loucutor mais veterano de todos, me senti na obrigação de contar a história SEM CORTES da rádio Boêmia.

Então saiba que, assim como a aula de história, esse post vai ser bem chato. Recomendo não ler (?).

Mas, antes disso, quero gritar: QUE MÊS DE FEVEREIRO CONTURBADO, HEIN?
Posts polêmicos, vários vácuos no blog, saída da Vih e a tal varredura que será feita no chat (sobre o chat, falamos depois)...

E não foi só no blog, não. Fora do blog também:
Terremotos no Haiti, terremoto no Chile, tsunamis, Bruna Marquezine namorando Rodrigo Santoro (?)...
É o fim dos tempos chegando!

Mas enquanto ele não chega, vamos à postagem. :B


Como eu sempre lembro, a rádio Boêmia completa ano no dia 29 de fevereiro.
Mas nem todo Fevereiro tem 29 dias, certo?
Então, a gente sempre antecipa pra 28 de fevereiro.

Outra coisa: é o aniversário da rádio Boêmia no geral.
Porque, tipo, a rádio teve "gerações" diferentes.

{aula de história: mode on}

Começamos como rádio, apenas rádio. Isso foi em 2008.


Muita gente pergunta porque escolhemos BOÊMIA como nome.
Eu mesmo nem sabia porque.

Daí, fui perguntar ao Aurélio (aquele dicionário, sabe?) o significado da palavra Boêmia.
Vejam a conversa:

Aurélio diz: Boêmia - Vida airada, vadiagem, pândega, estroinice.
Jonathan diz: VADIO É A MÃE!
Aurélio diz: Mãe - Mulher ou qualquer fêmea que deu à luz...
Jonathan diz (interrompendo): EU NÃO QUERO SABER O QUE É MÃE! Agora me diga, o que é pândega.
Aurélio diz: Pândega - Ver pagode.
Jonathan diz: Porque esses dicionários não nos poupam e mostram logo o que a gente quer saber? Aurélio, o que é pagode?
Aurélio diz: Pamsexual - Indivíduo que faz sexo com tudo. Tudo mesmo. Objetos, animais, paredes, bancos e até pessoas!
Jonathan diz: Deu pane no dicionário, só pode. Essa budega...
Aurélio diz: Budega - Coisa inútil.
Jonathan diz: Ah, pegou! \o/ Agora diga, o que é pagode.
Aurélio diz: Pagode - Divertimento, pândega. Também pode ser uma reunião informal onde se cantam ritmos populares em barzinhos.
Jonathan diz: Você chama aquilo de reunião? Ok, err, deixa pra lá.

Vocês viram o caminho que eu tive que fazer?
Boêmia > pândega > pagode > divertimento
Alguém precisa revolucionar os dicionários. Já.

Daí fiquei pensando se o nome da rádio fosse rádio Pândega. Ia ficar muito tosco, não?
Ainda bem que é rádio Boêmia.

Voltando a história...


Lembro-me como se fosse ontem do primeiro "Bom dia" que a gente deu no pátio do IFAL (antigo CEFET-AL).
E aquilo tudo era muito contagiante: uma rádio que não passava música?
Deve ser tipo a Voz do Brasil, pensavam.

Mas não, era a rádio Boêmia entrando no ar.
E ficamos meses fazendo a rádio Boêmia em forma de rádio.


Daí que em 2009, sem avisar a ninguém, no aniversário de 1 ano, surgiram as primeiras imagens da rádio.
Todos perceberam que a rádio Boêmia DIGIevoluiu pra TV Boêmia.



Hoje, quando reviro o Baú da Boêmia, percebo que tudo se tratava apenas de uma enorme besteira.
Sério. Mas era uma besteira que todos gostavam.


Daí que entram loucutores, saem loucutores, e a rádio Boêmia foi perdendo seu prestígio.
Percebemos que não valia mais a pena continuar a gravar vídeos daquele jeito.

Todos seguiram seu rumo e ficamos alguns meses sem gravar. :(


Em agosto do ano passado, idealizei o blog.
Apenas tive a idéia, mas não pus em prática.

Fui anotando tudo e guardando pra melhor hora.


Em dezembro, quando as férias começaram e o colégio não poderia me impedir, PAM!
a rádio Boêmia está no ar! De volta!

Inicialmente, só eu. Mais ninguém.
Vasculhava vários blogs mas não achava alguém que fosse criativo o suficiente pra virar loucutor da rádio.
Os blogs eram legais mas, tipo, não era o que eu queria pra rádio.


Daí que, passeando pela internet, encontro a Casa do Pedrinho.
Uma casa marrom, com azuleijos. :B
E dentro dela, moradores, é claro.

Um deles me chamou a atenção por ter feito um post parecidíssimo com o meu sem nem ao menos me conhecer.
Uma besteira, mas eu pensei: "esse cara tem talento". E o Doppel tem talento mesmo. :D
Ele acabou dopando. Aliás, topando.


Continuamos postando e eu procurando mais integrantes.
Eu hesitei muito em chamar pessoas que conheço pessoalmente. Não consegui.

E, em um jantar romântico -n, com arroz no ouvido - lembra, Vih? - eu a chamei.
Chamei apenas pelo fato que ela me fazia rir. Ela também topou.


Depois chamei o Preto. Precisavamos de alguém negro no blog. #BRIMCS
Não foi por isso. Sempre vi que ele tem humor em tudo que faz. De um jeito grosso, mas tem.
E deu certo.


Pra não deixar a Vih sozinha com um monte de macho (KKKKK!), chamamos a Jubs.
Todo mundo no blog tem seu gosto e jeito diferentes do outro. E ela trouxe o seu jeito pro blog. Isso foi ótimo.


Por fim, chamei a Laah. Ela fez questão de fazer um teste antes de entrar.
Daí que ela se saiu bem (me senti um professor na hora --'), e aceitou.


O interessante é que nunca houve intenção de deixar o blog bombado com milhões de visitas.
A gente comemora as visitas, é claro, mas nossa principal intenção é ter qualidade, e não quantidade.

Hoje, o blog tem alguns leitores e parceiros. Mas esses "alguns" são os que mais se importam com a gente.
E vice-versa: nós nos importamos com eles também.


E aí, o resto da história vocês podem ver na seção "no baú", aqui do lado direito.
Que são as nossas postagens. ;D

{aula de história: mode off}

Tô vendo alguém dormindo na minha aula! #SHIT

Falo demais, né? Então chega de história.
Se você leu tudo isso, é hora do intervalo.

Beijão e até segunda! :**

2 comentários:

Laah; disse...

AMEI *---*
mas que sem graça, eu fui a última a ser chamada ): mas enfim, que coisa mais bela e linda, adorei.
E atrasada, mas feliz dois anos, Rádio Boêmia ! ♥

Laah; disse...

FOCO no bela e linda /\
adoro ser redundante. 8D

Postar um comentário