sábado, 16 de janeiro de 2010

qual o seu clã, ops, tribo? pt. 2

Hey, dudes. Preto de volta e psicológicamente pronto para fofocar falar sobre outras tribos pra você(s). caham sem mais delongas, vamos lá.



eMuXxxXXxXx....XxXxinhuUuuU: pelamordeDeus, ô raça dos infernos. Depois que estourou na mídia com suas bandinhas emos, como NXZero, Simple Plan, My Chemical Romance e outras coisas que falam de tristeza, morte, dor, e como franjas são bonitas, TODO mundo (os sem cérebros, gays, meninas inúteis, ou outras coisas afins)resolveu virar um desses ek. Aah, se você se interessou por essa tribo, uma dica, são odiados pelo resto da sociedade eu acho é bom. Ninguém gosta de um(a) fresco(a) ao seu lado, chorando, reclamando de coisas sem sentindos, andando de calça colada (se for homem) e um allstar mais batido que nunca muda.

P.S: allstars, calça colada, camisa colada, coisas quadriculadas são as roupas e acessórios preferidos dos emos. quero que morra tudinho.



indies/from uks/from resto do mundo/alternativos e laias: gentêm, é a nova geração do momento. GRAÇAS a Deus, ainda não virou modinha. digamos, er.. esses são os emos sem franjas! Isso mesmo! Se você é negro (sem racismo, rs), ou de cabelo ruim/curto, careca, ou não quer dar chapinha no seu cabelo, e quer ser emo, mas não tem franja, então vire um Indie! Outras diferenças, é que agora não são musicas melosas, e nem saem chorandoo, e sem allstars. São musicas de bandas que você nunca ouviu, viu, e nem sabia que existia: tem de tudo um pouco, e provavelmente você vai achar um lixo. conhece late of the pier? não? é banda indie. resumão: indie = emo 2.0.

P.S: pra ser indie, tem que ter dinheiro, fikdik. essa galerinha de metidos indie só gostam de roupa de marca e tenis caro.



posers: depois dos emos, é a raça mais odiada pela sociedade. Conhece aquelas pessoas que ao verem alguma coisa nova na tv/internet/radio/rua, que faça sucesso/ou seja bonito(s)(a)(as), e se tornem a maior fã lok de uma hora pra outra? TCHA-DÁÁÁ! Parabéns, acaba de conhecer mais uma poser. É cientificamente inexplicável como conseguem decorar músicas, nomes do cantor/ator/cafetão tão rápido, conseguir andar como eles, falar que nem eles (pior coisa, na minha opnião) de uma maneira quase idêntica. Nunca irão admitir que são posers, mas pergunte algo que só fã mesmo sabe, que vão mudar de assunto tão rápido como conseguiu amar os novos sucessos ou não da mídia. Como dizia Jeremias: "se pudesse, matava mil". Exemplos: "fãs" de jonas bostas brothers, miley cyrus (seilá como se escreve), taylor swift, tokio hotel, e etc.
Well, por hoje é só. Repito mais uma vez: não se ofendam, rs. Espero que tenham gostado. Próxima parte será surpresa. Será que sua tribo vai estar lá? rsrs. (6)

7 comentários:

Jaqueline disse...

Não sou de tribo nenhuma...rs, mas não acho legal ficar generalizando, eu ja vi "emos negros"...ahhh eu acho q se vc identifica, não tem nada de mais...antes fazer isso na adolescencia do que ser um adulto ridiculo...isso é fase, as vezes as pessoas precisam fazer parte disso pra se sentirem aceitos ou se auto afirmar...

Bullshit Rock disse...

Odeio todos! Que morram!

Quem se apega estilos e vai viver tal qual tem a mente pequena.

Jubs disse...

Como dizia Jeremias: "se pudesse, matava mil". CONCERTEZA Ô RAÇA!!!! quase que eu jogava uma bomba em cima deles na estreia de lua nova, pq ô povo idiota "AAAAAAAAAH EDUARDOOO GOSTOSO" Mooooorre desgraça u.u
eu uso all star e não sou emo '-' , ah pedro vc esquceu da munhequera e do cinto rs.
Eu não sou indie '-', pode-se dizer então que eu sou uma EMOALTERNATIVAREGUEIRAPUNKROCKEIRA rs gostou? \o/ faz a tribo dos sem estilo pow kkkk
Como diria alguém ai que eu não lembro o nome:
"Quem se define, se limita." :)

Laah; disse...

Vamos começar a falar das tribos sem ofender? Desculpa, mas isso ofende muita gente, e isso pode perder leitores. Respeito é uma coisa fundamental, sabia?
Enfia o tópico no

lixo.

muac.

Jonathan S. disse...

post polêmico. :B

MR disse...

Engraçado, uma pessoa que se acha tão dona da razão não sabe o significado da palavra preconceito?
Se não estivéssemos no Brasil, eu arriscaria dizer que você exibe uma suástica tatuada no braço e um bigodinho ridículo por se sentir superior a todo e qualquer ser humano preto ou branco, pobre ou não, de qualquer religão ou classe social. Querido, prefiro acreditar que você, brasileiro, filho de uma nação mista e sofrida, deve ser um adolescente revoltado que precisa agredir a seu próximo para se sentir mais homem e mais humano. Fica aqui meu recado e minha esperança de que você entenda que respeito, só se conquista com respeito às diferenças. Não sou emo, não conheço nenhum emo, mas já aprendi que a graça do mundo está em aprender a lidar com as diferenças. Julgue, critique, mas não subestime o poder de outro ser humano.
Abçs.

Laah; disse...

Apoiadão /\
Como falei, é falta de respeito.

Postar um comentário